Bem Estar & Esportes, Experiências

Voando por ai!

16 maio 2012 • por farah diba • 3 comentários

Em um dos meus “momentos aventura” e zapeando, vi por acaso um documentário sobre vôos de asa delta, e descobri que pertinho de São Paulo existe uma escola que faz esses vôos de uma forma diferente: ao invés de saltar das alturas, ela usa uma lancha na lindíssima Represa de Jacareí-Jaguarí (entre os municípios de Bragança Paulista e Piracaia), para rebocar uma asa delta, que dessa forma levanta vôo e descortina um visual absolutamente deslumbrante.

A “promessa”, que vi com curiosidade cada vez maior em alguns vídeos de youtube, foi se concretizando, e adivinha? Fui lá conhecer… Dessa forma, conheci a escola de vôo livre “Rotor”, do famoso pentacampeão de vôo livre no Brasil, Nenê Rotor!

Um rápido contato com a “equipe” descomplicada do Nenê, e no dia marcado para o vôo lá estava eu. “Coragem, Farah!” Confesso que estava (muito) ansiosa, e ao sair na lancha o coração disparou e eu me perguntava “ainda da tempo de cancelar?”. Bem, chegou a hora. Nenê me colocou no “macacão” de segurança e me posicionou para o vôo que eu faria com “piloto” Bruno, filho dele! O próprio Nenê iria pilotar a lancha. E eu me martelando: “ainda da tempo de cancelar?”.

Estou posicionada, Bruno se posiciona também em um macacão abaixo do meu. Seguro firme, recebo as orientações… Câmera de filmagem ligada (a câmera fica na ponta da asa delta e filma o voo do início ao fim) e a lancha parte em velocidade. Quando eu começo a pensar “ainda da tempo de canc…” “UAUUUUUUUUUU!!!”, a asa levanta vôo em poucos segundos, e visualizo a beleza da represa e da paisagem, tudo diante dos meus olhos, 360 graus. Algumas lanchas e Jet-skis de curiosos que acompanham a decolagem por diversão, casas, e todo e qualquer objeto se tornam minúsculos perdidos na imensidão da represa e da altura.

São mais de 800 metros de altura, que se atinge em um espaço de um 1 minuto. Daí é curtir um vôo delicioso, sentindo o vento no rosto, o “silêncio”, olhando pros quatro cantos, cada um mais bonito que o outro. A câmera filmou um rosto no início tenso e depois muito divertido. A sensação de segurança passada pelo equipamento é muito maior do que o que se imagina, e mesmo a ansiedade do início rapidamente desaparece.

Assim se passam 8 minutos de vôo tranquilo e bonito, e aí veio a “melhor” parte, Bruno soltou o cabo da lancha e iniciou a descida. Essa é a parte mais radica, e as manobras feitas pelo Bruno mostraram a “dirigibilidade” da asa delta, que obedece aos comandos do piloto, horas suavemente, horas em descidas rápidas. Já acostumada com a coisa toda, deu para curtir cada segundo. Por último vem o pouso. Vejo a água cada vez mais perto, e a asa delta em uma velocidade alucinante. Mais perto, mais perto, mais perto e UAAAAAAUU de novo, uma delicia de pouso na agua, e um fantástico vôo!

A lancha se aproxima, acopla a asa delta e voltamos pro pier. O medo desapareceu, e deu lugar a uma certeza: vou voar de novo!

Mais uma experiência única! Amei e fica a dica da Farah Diba!!!

Para maiores informações www.vooduploasa.com.br

 

 

Comente Aqui
3 comentários
  1. Anne   •   05/06/12   •   20h10

    eu queria fazer essa asa delta, como funciona? é pago?

  2. Anne   •   05/06/12   •   20h15

    Como voce fez? Queria fazer asa delta algum dia, mas isso é pago? como funciona Carla?

    • Carla Caldas   •   06/06/12   •   13h41

      Anne, no nosso caso compramos um cupon de desconto do Group On ( site de compra coletiva) .Acredito que para saber o preço atualizado é melhor verificar no site ou ligar pra lá. http://www.vooduploasa.com.br

      Abs Carla

L´Hotel Montreal, Hospedagem com Arte
Palermo Soho, querido Buenos Aires Argentina!