Gastronomia, Experiências

Alex Atala, o dom do D.O.M.!

21 dez 2011 • por farah diba • 4 comentários

 

atalaCom certeza a melhor e mais extraordinária experiência gastronômica que já vivi!

Noite especial. Acompanhadíssima para comemorar o ano que chega, com direito a presente de Natal, e lógico, a expectativa de viver a experiência do D.O.M.!

Fomos atendidos pela hostess Valéria, muito simpática, e pela sommelier Gabriela que nos indicou o vinho Caro 2007 dos produtores Catena Zapata & Château Lafite-ROthschild.

Sentar á mesa significa começar a experiência. Presentinho do Chef, entradas finas e sempre com ingredientes mais que brasileiros, muito criativos: “macacheira grelhada” e “tartar de vieiras com palmito pupunha”. No jantar, degustamos um linguado com farofa de maracujá, vinagrete e arroz vermelho; também degustamos o filet alto com aligot.

Aligot para quem não conhece é um purê de batata com uma textura diferente do formato do purê como conhecemos. Acrescido de queijos, gruyère e queijo minas, a consistência é mais “intensa” ou simplesmente indescritível, em inglês eu diria sticky. Em um artigo na revista Prazeres da Mesa, o redator descreve: “É impressionante como uma receita de poucos ingredientes e paladar infantil, como o aligot, desperta tanto prazer ao comensal do D.O.M.” e foi exatamente o que experimentamos, eu e o João Pedro. Ficamos simplesmente maravilhados com o sabor e a consistência do Aligot. Foi a estrela da noite!

O Aligot e toda a experiência que nos foi proporcionada nos encantou: o ambiente, a decoração, o atendimento, o vinho, a altíssima gastronomia e a ocasião. E de repente quem entra no ambiente? Alex Atala, que passou por todas as mesas cumprimentando a todos. Eu, logicamente, fiquei feliz por “conhece-lo” pessoalmente, sou fã do Alex e com certeza merece ter o D.O.M. entre os TOP 10 da lista “Restaurant” que indica os melhores restaurantes do mundo.

Para quem ainda não foi, as dicas são: reserve com certa antecedência, ou prepare-se para até 2 horas de espera, que valem a pena, lógico. Na espera, não são servidas entradas, somente bebidas, o motivo é justo: “Para não estragar a experiência”. Finalizando minhas dicas recomendo uma matéria que saiu no jornal Valor sobre o Atala, cujo link envio abaixo. Très Fantastique, ou em português mesmo porque o cardápio é bem Brasileiro: fantástica a experiência!

Fica a dica da Farah Diba ·

À mesa com o Valor – Alex Atala: Comer, Pescar, Criar.

http://www.valor.com.br/cultura/1140466/comer-pescar-criar ·

http://prazeresdamesa.uol.com.br/exibirMateria/20/a-complexidade-da-simplicidade ·

Sobre o vinho: Caro 2007 é talvez o mais elegante vinho produzido na Argentina, um delicioso e fino corte de Cabernet Sauvignon e Malbec, com estilo bem francês. Parte das barricas de carvalho utilizadas são produzidas no próprio Château Lafite, o que confere ao vinho um acento do famoso Bordeaux. Para Jancis Robinson, o Caro “tem algo vivo de uma boa safra de Lafite que o eleva e distingue de outros Malbec de Mendoza”. Para Robert Parker, ele “oferece uma adorável profundidade de fruta e é altamente focado, detalhista e elegante”. http://www.mistral.com.br/product.aspx?idproduct=21558

Imagens: Site DOM e Valor

Comente Aqui
4 comentários
  1. Clarice Vignoli   •   21/12/11   •   16h25

    Bárbaro, Farah Diba!
    parabéns!

    • carlacaldas   •   21/12/11   •   23h50

      Clarice, obrigada por visitar o Longe e Perto. Apareça sempre. Abs Carla

    • carlacaldas   •   23/12/11   •   19h08

      Clarice, agradeço o elogio e a visita ao Longe e Perto, Dicas da Farah Diba. Continue nos visitando.
      Bj
      Farah

  2. Luis Duncan z   •   04/01/12   •   04h20

    Parece que mesmo nascendo tão longe ,fica tão perto e parece que por parecer tão perto nos aquece ,nos protege.

São Paulo no Coração – Iluminação de Natal do Parque Ibirapuera
Verão é a melhor época para explorar as belezas da Patagônia