Experiências, Lugares Históricos

A Inesquecível Mianmar no Sudeste Asiático ( Parte 2 – Bagan e Mandalay)

25 fev 2015 • por Dica do Leitor • 1 comentário

Bagan

Por André Peixoto

Foi em Bagan que eu vi o por do sol mais lindo de todos! Bagan foi a antiga capital de vários reinos em Mianmar e teve a maioria dos seus templos construídos do século XI ao século XIII, durante o tempo em que Bagan era a capital do Império birmanês, se tornando um centro cosmopolita de estudos budistas, atraindo monges e estudantes da Índia, Sri Lanka, bem como dos reinos tailandeses e khmer.

Mianmar Bagan

Atualmente existem cerca de 3 mil templos (dos mais de 5 mil que existiam no auge do império birmanês. As paisagens são arrebatadoras!

Mianmar Bagan

Mianmar Bagan

O encanto de circular entre os templos é especial. Realizei esse ritual durante os dois dias em que fiquei em Bagan… Mas era ao amanhecer e ao entardecer que as cúpulas douradas ganhavam mais brilho e que os tijolos das construções quase piramidais recebiam os tons quentes do sol baixo.

Mianmar Mandalay

Mianmar

Mianmar Bagan

Mianmar Bagan

 

Mianmar Bagan

Diz a lenda que o rei birmanês que construiu este templo piramidal da foto abaixo era muito mau e ia fiscalizar sempre a obra… Se uma folha de planta passasse entre dois tijolos ele ordenava que arrancassem a mão do pobre operário que colocou os tijolinhos…

Mianmar Bagan

Em Bagan eu fiquei hospedado em um hotel muito especial (Aureum Palace). A vista do por do sol da piscina parecia coisa de outro planeta.

Mianmar Bagan Mianmar Bagan

Em minha opinião o impacto visual e emocional de estar em Bagan só é similar ao contato com Machu Picchu, as pirâmides do Egito, o Taj Mahal, os templos de Angkor, as muralhas de Durovnik, as formações rochosas da Capadócia e a Grande Muralha da China. Independente da beleza das paisagens algo maior ficou marcado ao passar por Bagan: como as pessoas são felizes, mesmo com tão pouco. A alegria das mocinhas com tanaka, aquele pastinha rosa no rosto para proteger do sol, o sorriso no rosto de todos, o carinho com os turistas… Mianmar é realmente inesquecível!

Mianmar Bagan Mianmar Bagan

Mianmar Bagan

Mandalay

Com resquícios da antiga cidade real com inúmeros monastérios, Mandalay é famosa também pelas esculturas em madeira, prataria, tapeçaria, tecidos de seda e outros produtos artesanais. Toda manhã perambulam pelas ruas milhares de monges que, silenciosamente, recebem oferendas da população local.

Mianmar MandalayMianmar Mandalay

As de rosa são mocinhas monjinhas.

Mianmar Mandalay

A cozinha do monastério não abre o apetite não!

O nosso guia, super simpático, tinha sido noviço há alguns anos e nos deu muitas informações sobre o budismo. Quando eu questione qual o segredo dos monges sempre parecerem estar saudáveis mesmo sem fazer nenhuma atividade física, já que ficam o dia inteiro lendo e meditando a resposta foi a mais óbvia e reveladora possível: “Quando a cabeça está bem, tudo está bem”.

Mianmar Mandalay

A maior parte das atrações de Mandalay estão em seus arredores, em Amarapura ou Mingun, onde chegamos de barco. O barquinho era só pra gente e não inspirava muita confiança ao subir lentamente o mítico Rio Ayeyarwady por cerca de uma hora até ancorar numa prainha de areia íngreme pipocada de carros de boi. O Mingun Paya, um antigo mosteiro do século 18 inacabado, que teria sido o maior do mundo se tivesse sido concluído (com mais de 150 metros de altura), é a atração oficial da vila (dizem que é a construção com maior número de tijolinhos do mundo!).

Miamar 40 Miamar 41

Taxi em Mingun.

Mianmar Mandalay

Os 7 níveis do templo representamos diferentes níveis de evolução espiritual.

Mianmar Mandalay

E assim chega ao fim a inesquecível jornada por Mianmar com a certeza de que ficará para sempre a inspiração para a “jornada” do dia-a-dia…

 

Clique aqui e leia – Mianmar – Parte1

Conheça nosso Leitor

André Peixoto, 37 anos, executivo de uma grande multinacional, casado com a Monique há 11 anos, busca transformar a paixão por viajar em um estilo de vida.

Fotos: André Peixoto

 

 

Comente Aqui
1 comentário
  1. […] Clique aqui e leia – Mianmar – Parte 2 […]

A inesquecível Mianmar no Sudeste Asiático ( Parte 1 -Yangon )
10 passeios em  Évora, Portugal