Hoteis, Onde ficar

Um Roteiro para se apaixonar pelo Uruguai: Montevideo, Punta del Este, Colonia del Sacramento e Carmelo

22 maio 2017 • por Dica do Leitor • 0 comentários

Hoje vamos viajar para o Uruguai através do relato da nossa leitora Elisabeth que esteve lá recentemente com o marido. Carinhosamente chamada de Beth, é psicóloga, avó apaixonada de um casal muito fofo, viajante de carteirinha e está sempre planejando a próxima viagem.

A seguir o texto onde gentilmente compartilhou sua experiência, uma inspiração para aqueles que ainda não conhecem o destino.

Uruguai

Por Elisabeth Medina

Chegamos ao aeroporto de Montevidéo, retiramos o carro alugado e partimos para nossas férias.

Montevideo

Primeira parada Piriápolis em Maldonado, que parece um retorno aos anos 60, pequena, charmosa, o horizonte se mistura entre campo e mar.

Piriapolis

Piriapolis

Tentamos ir ao restaurante La Cueva Del Sapo, mas estava fechado, assim como muitos outros. Fomos ao Picasso ótima comida e a sensação é de estar em casa.. recomendo..

Chegamos a Punta Balena e logo nos deparamos com a Casa Pueblo,

Casa Pueblo

Mas como estávamos com as malas no carro e seguimos direto pro hotel, uma grata surpresa: The Grand Hotel, excelente custo beneficio, ótima recepção, quartos limpos amplos e de frente pro mar.. uma bela vista, lindo.. Em frente o mar e atrás a vegetação de montanha, sensação de estar em Campos do Jordão. Estávamos cansados e decidimos ficar no hotel para jantar, comida boa com ótimo atendimento.

grand hotel - restaurante

The Grand Hotel – restaurante

Grand Hotel - quarto

The Grand Hotel – quarto

grand hotel - vista

The Grand Hotel – vista

Dia seguinte, segundo de nossa viagem, iniciamos nossa exploração a Punta del Este pelo Monumento a Los Dedos no início da Praia Brava, tem que ser visto, interessante e simbólico, depois demos uma volta nas ruas do centro e seguimos até José Ignácio, no caminho passamos pela Ponte Ondulada um belíssimo projeto de arquiteta. A sensação que se tem é que as curvas respeitam o movimento da natureza e seus fortes ventos que insistem em soprar incessantemente…

Ponte Ondulada

Entramos em La Barra, lugar bem bonito que tem um, igualmente charmoso, centro de compras o OH! La Barra. Vale muito a visita e o passeio com a constante vista do mar.. linda!!

OH La Barra

Depois de passarmos por belas imagens chegamos a José Ignácio, lugar super charmoso, gente bonita. Escolhemos almoçar no Parador La Huella. O lugar é incrível, na areia, rústico chic, charmoso, lugar onde parece que todos se conhecem, em alguns momentos deu uma sensação de estarmos numa festa sem termos sido convidados. Mas valeu muito pra observar o comportamento das pessoas em sua maioria absoluta uruguaios conhecidos dos donos, muito atuantes na organização do restaurante, único lugar muito muito cheio.. tomamos um refrescante Clericot, almoçamos depois de esperarmos uma hora por uma mesa, não havíamos feito reserva, a comida ok apenas.

La Huella

La Huella

Mas a grande surpresa foi irmos mais à frente para a Laguna de Garzón, incrível lagoa à beira mar que faz uns desenhos com movimento nas areias, belíssimo..

Laguna Garson

Laguna Garson

Laguna Garzón

Um pouco mais à frente encontramos um hotel flutuante deu uma vontade de ficar por ali e saborear ao gostinho de aventura!! Bem rústico, mas interessante.

Voltamos e fomos ver o por do sol na Casa Pueblo esse sim um momento pra lá de especial. Emocionante e absolutamente imperdível demais de lindo o sol vai lentamente se pondo. O céu vai adquirindo os tons dourados e vermelhos do sol e quando ele está prestes a desaparecer nos seus minutos finais entra a voz de Vilaro, o idealizador e dono, já falecido, da casa, declamando a poesia do sol sendo uma verdadeira cerimônia que deixa a todos emocionados com o que se vê e se escuta… Não perca por nada!!!

Depois desses momentos da mais pura emoção voltamos para o hotel pra nos arrumarmos e irmos ao restaurante Lo de Tere, onde tivemos um delicioso jantar.Vale muito a pena!!

Terceiro dia de viagem seguimos para Colônia Del Sacramento.

Colonia Del Sacramento

Colônia é daqueles lugares que não dá pra não ir. Uma volta no tempo… Ao passar pelo portal tem-se a impressão de estarmos em Portugal.. Suas ruas de pedra dão um toque pra lá de especial e ajudam viajar para séculos atrás.. Tem casarios lindos e Calle de Los Suspiros é demais, um quarteirão onde se pode encontrar uma bodega armazém que se pode adquirir compotas e saborear vinho com uma excelente tábua de frios, mas o mais incrível é que ao passar pela portinha, baixa e pequena, entra-se na arquitetura portuguesa nos seus menores detalhes. Vale muito ir e escolher um restaurante à beira do rio uma visão imperdível. Experimentamos o Churana, delicioso e lindo e o Charco  onde fomos no jantar. Após a chuva o tempo limpou e foi possível avistar Buenos Aires do outro lado do rio…

Dia seguinte, nosso quarto dia de viagem, levantamos cedo e fomos pra Carmelo, ao chegar à entrada da cidade avista-se um túnel formado por muitas árvores de ambos os lados da estrada, logo à frente se passa pela ponte giratória, que se ergue quando um barco maior precisa passar rio abaixo.

Ponte Giratoria

Não tivemos oportunidade de ver… ficamos na curiosidade..

Continuamos nosso caminho para o Carmelo Resort e Spa Hyatt um hotel belíssimo requinte em cada detalhe, desde sermos recebidos com um delicioso chá até o bangalô onde ficamos, maravilhoso, enorme, decoração oriental, de Bali vale muito a pena..

Hotel Carmelo Resort

Hotel Carmelo Resort

Hotel Carmelo Resort

Hotel Carmelo Resort

Hotel Carmelo Resort

Hotel Carmelo Resort

Dispõe de bicicletas para os hóspedes, um spa incrível, uma praia particular do Rio da Prata, enfim.. incrível..nos acomodamos e fomos para a Bodega Narbona fazer a visitação e a degustação com queijos e vinhos feitos por eles, foi excelente degustamos um vinho rose tannat, delicioso harmonizando com brie e camenbert, depois um pinot noir delicioso harmonizado com queijos próprios da região e por fim o tinto tannat um vinho muito encorpado que harmoniza com parmesão. Thomas foi quem nos acompanhou na degustação, muito atencioso, simpático e gentil. Adoramos todos os detalhes e depois ficamos para o almoço.

Narbona

Narbona – Degustaçao

Narbona – Area Externa

De volta ao hotel aproveitamos o spa, demos uma voltinha até a praia e ficamos vendo o por do sol e curtindo um pinot noir que compramos na bodega na varanda do nosso bangalô.. tudo de bom.. Estamos encantados com o Uruguai não imaginávamos tantas belezas..

Depois um incrível jantar no hotel e descanso..

Dia seguinte após o café da manhã, também delicioso, incrível o iogurte feito na granja Narbona, fomos caminhar pelo hotel e na região fomos conhecer a Bodega Campo Tinto, mas abre para degustação só de quarta a domingo e era terça, então caminhamos mais um pouco e chegamos ao Almacen de lá Capilla, que lugar.. Uma volta ao passado, ainda hoje pertence à mesma família que iniciou vinda de Gênova na Itália em finais do século XIX.

Nossos  leitores: o casal Edson e Beth.

Degustamos alguns vinhos, fizemos umas comprinhas e depois de um bom papo com a simpática Diana, pegamos o caminho rumo à Montevidéu.

Montevideo

Chegamos no final da tarde, nos acomodamos e fomos jantar no restaurante que havíamos marcado, o tradicional Bar Tabaré, um lugar incrível antigo armazém que serve delícias, vale muito pela simpatia do atendimento, pela beleza do local e pela comida deliciosa.

O dia seguinte foi explorar a cidade, pela manhã descemos e caminhamos pelos antigos e inúmeros prédios, museus, praças e monumentos até chegarmos a Ciudad Vieja onde caminhamos à exaustão pelas suas ruas, passando pelo Café Brasileiro, lindíssimo na sua arquitetura e parada obrigatória para um café.. Seguimos para o Mercado Del Puerto onde experimentamos um médio y médio com tábua de frios, dali decidimos fazer um city tour com o onibus hop on hop off . Foi muito bom ter um olhar geral sobre a cidade, descemos no Parque Roldo e fomos caminhando pela orla ate o hotel em Punta Carretas .

Mercado del porto

A noite tínhamos reservado o Primuseum, a van veio nos pegar, eles têm esse serviço incluído no preço que é fixo assim como o cardápio: três entradas, três opções de prato principal, três de sobremesa, vinho e água a vontade, café e limoncello. O dono, Vitorio foi quem nos recebe, mostrando a casa que ele e o pai, colecionadores, transformaram numa espécie de museu, com peça belíssimas, local lindo, comida boa, atendimento excelente e um tango incrível…é mais que um jantar, é um programa daquele que você volta pro hotel renovado e feliz.

Dia seguinte, voltamos para ver o que faltava na cidade pegamos novamente o hop on hop off, pois tem 24 horas para subir e descer dele quantas vezes quiser, e continuamos nossa visita e mais tarde com ele mesmo fomos até Buceo descemos e fomos caminhando pela orla até nosso hotel, passando pela Playa de Pocitos, uma delicia de passeio observando a arquitetura e o estilo de vida dos moradores. A noite já tínhamos marcado nossa terceira e última experimentação gastronômica o Tandory em Pocitos, lugar lindo comida incrível e atendimento muito simpático da Anali.

Tandory

Adoramos nossas escolhas foram ótimos restaurantes que além de indicar, quando vier a Montevidéu retornarei.

Dia de ir embora, chove e talvez o único programa possível seja descansar, arrumar as malas, voltar pra casa e planejar a próxima viagem.

 

Comente Aqui
Destaques da Travelweek  São Paulo 2017
Turismo solidário: hotéis que investem em ações sociais