Alugar um apartamento em Paris e viver durante alguns dias a sensação de ser um morador, sempre foi um sonho e um item que fazia parte da minha lista de planos.

No ano passado realizei esse desejo e durante nove dias tive um cantinho para chamar de meu na cidade luz.

A experiência foi deliciosa e mais que recomendo para qualquer um que tenha o fascínio por conhecer um pouco mais a rotina e as coisas simples do dia a dia de quem vive uma cidade.

Paris

Acredite se quiser: existe uma certa magia, quase que inexplicável, em ir ao supermercado e voltar com uma baguete na mão.

Claro a experiência é temporária e não reproduz a realidade com todas as suas dificuldades afinal, estávamos viajando de férias e a rotina é outra.

Como é o preço comparado ao hotel?

Na ocasião a opção aluguel de apartamento foi bem mais econômica se comparássemos com hotéis na mesma localização e padrão. Lembrando que o café da manhã não está incluso. Porém é sempre importante fazer a comparação e entender os objetivos de cada um.

Como escolhemos nosso apartamento?

Primeiro ponto: é sempre importante pensar na localização e no tipo de bairro que você quer vivenciar.

Nós queríamos um lugar com uma vida noturna agitada, assim poderíamos caminhar à noite sem necessidade de condução.

O bairro do Marais, com sua fama de democrático, descolado e boêmio, foi a nossa opção.

Definido o bairro partimos para nossa busca.

Como reservamos?

Fiz todo o processo sozinha pela internet. Porém, sugiro que optando por esse caminho, você lembre que precisará dominar bem o inglês para ler e responder todas as comunicações.

A primeira busca foi pelo Airbnb (Já tínhamos utilizado o site durante nossa hospedagem em Londres). Porém, enviei proposta para alguns apartamentos e nenhum deles deu certo, acabei desistindo e seguindo para o segundo site.

Finalmente reservamos através do Private Homes, um site escrito em português.

Confesso que o processo não foi exatamente fácil. Foram alguns desencontros de informações e o retorno das respostas bem demorado. Porém, acredito que tive um pouco de azar, pois o serviço é muito elogiado em todos os comentários disponíveis na internet.

No site você seleciona o imóvel conforme sua necessidade e envia o pedido de reserva. Podem ficar tranquilos, as fotos são muito boas e realistas, sem nenhuma surpresa.

Resumindo: um contrato é enviado, é necessário informar os dados (cadastro pessoal, número de cartão de crédito, informações sobre data e horário de sua chegada) e um débito de um valor de segurança é feito no seu cartão. Tudo isso vem bem explicado no contrato e nos e-mails de contato (em inglês). Parte do valor é pago antecipado. É importante ler toda a documentação com atenção.

Após o processamento do contrato, recebemos as informações de retirada das chaves. No dia e horário marcado uma pessoa nos recebeu na porta do prédio, subiu até o apartamento, fez uma breve apresentação do imóvel e das regras de utilização. Para as dúvidas eventuais eles disponibilizam uma pasta com várias informações (senha do wifi, lista de tudo que você encontra no imóvel, como utilizar os equipamentos, telefones úteis, endereços próximos, dicas da cidade). Serviço realmente muito bom.

Nosso apartamento era um quarto e sala super agradável, com decoração clean e bem charmosa.

apartamento paris

A sacada rendeu bons brindes de vinho curtindo o visual do Marais parisiense. Uma pequena, mas bem equipada cozinha nos ajudou a vivenciar a experiência de comprar os itens no mercado e cozinhar por ali mesmo. O prédio era bem típico, antigo e com um elevador que mal cabia duas pessoas. Eu basicamente subi de escada todos os dias, pois morri de medo do diminuto espaço. Apesar da idade do prédio, o apartamento era bem novinho e reformado, principalmente o banheiro. As toalhas e lençóis super novos e macios.

Não tinhamos porteiro. Apenas o código de segurança para digitação na entrada, porém não preciso dizer que nossa sensação de segurança era total.

O endereço na Rua Rivoli, uma avenida larga que passa na lateral do Museu Louvre e do Hotel de Ville (a famosa prefeitura de Paris). Uma localização excelente com comércio, restaurantes, supermercado, metro e estação de bike Velib exatamente na porta.

Foi uma ótima opção e ficamos muito satisfeitos com a escolha.

No último dia simplesmente deixamos o apartamento limpo, a chave em cima da mesa, fechamos a porta e saímos.

Enfim, experiência mais do que aprovada.

Outra alternativa é tentar direto o site A Paris Comme Chez Soi. Apesar de minha reserva ter sido feita pelo Private Homes, toda a documentação que recebi veio em nome da A Paris Comme Chez Soi , portanto acredito que seja um parceiro e talvez entrando em contato direto com eles a tarifa seja menor ( porém sem atendimento em português).

Veja o vídeo do nosso apartamento:

Outra opção  que vi por lá e anotei para minha próxima ida, fica na rua logo atrás e parece ser um charme só: Le Roi de Siceli .

Ap paris

O Booking.com, nosso parceiro, também possui opções  para aluguel por temporada.

Por fim, eu me tornei uma apaixonada pelo bairro do Marais e sonho com o dia que voltarei a me hospedar por lá.

Quer ver  um pouco do bairro e da nossa viagem?

Clique aqui para mais dicas de Paris.

Instagram
@longeeperto